Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Heart of Coconut

Photography # Clã

Acordei às 14.30 e dou uma cuscada no facebook para ver se abro bem os olhos, e eis que leio "Indo eu, indo eu a caminho de Viseu hoje é às 15h, em frente à Câmara Municipal. Até já!"... 

Pensei alto eu ainda bem ensonada... "MÃEEEEEEE, VAMOS COMER RÁPIDOOOO!!" E fui com o D. e o R. e ainda aproveitei para fazer as ultimas compras de natal para o Pai e o irmão.

Estas são as fotos que tirei para o Stalking Project

 

 

Vejam todas as fotos no [Behance] ou em [Stalking Project]

 

 

 

Diary # Assim compensa

lm.jpg

Finalmente voltei para viseu, devo dizer que a minha sexta feira pelo Porto foi bastante agradável, e há certas aulas que me fazem mesmo ter vontade de viver o cinema em grande, mas o regresso é sempre hummm saboroso.

Janeiro vai ser a doer, e estas férias tambem! Mas este fim de semana vou aproveitar em grande para fazer tudo menos trabalho!

Comecei mesmo bem, jantarzinho com os amigos na sexta, dormir até muito tarde no sábado, ir a um concerto dos clã e estar com eles um bocado, fazer as ultimas compras de natal (que vou mostrar) e festejar os anos com os papás que ainda não tinham estado comigo desde o meu aniversário! Amanhã vou estar com umas meninas a filmar uma curta e vai ser assim o meu domingo! 

Tenho de vos contar os meus planos para as férias do Natal, que não vão ser só trabalho. Tenho uns projectos super interessantes a decorrer! E voces? Já têm as prendas todas ?

Photography # Man

 

[ para ver todo o projecto carregar na imagem ] 

Esta foi a ultima fotografia do meu trabalho de Informática Aplicada, que consistia em aplicar os conhecimentos de Photoshop aprendidos nas aulas! 

Inspirada no movimento surrealista nomeadamente no trabalho de René Magritte e Salvador Dalí, este projecto pretende representar a barreira que existe entre o Homem e o meio que o envolve, e que ele próprio cria baseando-se nas suas vivências.
 
O tempo, a proteção e os medos. Uma forma abstrata de representar o Homem. 
 

 

Photography # auto-retrato

_MG_0976.jpg

estes dias este trabalho tem me feito pensar muito, o que somos nós afinal? o que é que importa mais? o que somos, ou que querem que nós sejamos... como nos veem? 

na verdade ainda não consegui tirar a foto que me identificasse, até porque nem eu sei muito bem como me identificar, ou secalhar nao sei como me quero identificar perante os outros... 

 

esta fotografia é a junção de duas.... e esta sou eu a não querer ser nada...

Photography # Homenagem

 

 

Aqui ficam duas fotos do primeiro projecto de Fotografia para a Universidade. Tinhamos de escolher um tema pois não nos aprisionaram a um, e ser coerentes... eram as unicas premissas.

Assim foi. Depois de muitas ideias e tentativas falhadas, retomei  uma ideia que nunca tinha acabado! A vontade já era muita e os meios começaram a existir para que fosse feita alguma coisa em condições, por isso agarrei a ideia com unhas e dentes, mesmo com pouco tempo para executa-la!

 

Para saberem mais sobre este projecto podem ler um post que eu já fiz no inicio do mes [ POST ]. Agora que as fotos estão prontas, apesar de não ter tido tempo suficiente para editar todas e mostrar mais, estas foram as que apresentei para a cadeira de Fotografia I [ projecto completo . behance ]

Um Projeto (mais que) pensado

Captura de ecrã 2014-11-4, às 21.25.49.png  Captura de ecrã 2014-11-4, às 21.25.58.png

(fotos não finais, para um projecto de fotografia ainda incompleto)

 

A ideia surgiu quando visitei a casa da minha avó, no res-de-chão, já sem a placa que estava na porta, encontra-se a "Oficina de Bicicletas de Emidio Lopes". Era ali que iam as crianças ao final da escola, pedir remendos. Era ali que o senhor mais velho do fim da rua ia meter conversa. Era ali que sem ninguem tocar, enquanto era vivo, que ele criou a sua própria oficina feita de peças de peças, e partes de partes maiores... Na Oficina de Emidio Lopes, iam parar todas as bicicletas da aldeia, e algumas motas, e algumas panelas de ferro já sem fundo.

 

O que há de especial com mais uma oficina de bicicletas? 

A desorganização, a falta de espaço, a falta de estilo, a estranheza dos objectos que parecem não fazer parte daquele lugar, os detalhes, as engenhocas inteligentes, tudo...

 

Emidio Lopes, era meu avô e infelizmente era cego. Tudo o que faz parte daquela oficina foi feito com as suas próprias mãos, que sentiam e viam ao mesmo tempo. Esta é a razão mais que suficiente para eu voltar depois de dois anos a entrar naquela oficina, e a guarda-la tal como está... já sem vida, ainda mais escura, suja e desorganizada.

Saudades de que a estranheza dos objectos não fossem estranheza, porque eram naqueles mesmo sitios que o meu avô sabia que estava a sua engenhoca, a peça para a bicicleta do "Manel" e do "Antonio", era ali naquela desorganização organizada, sem estilo e sem sentido que estavam presentes todos os sentidos que faziam viver a mente do meu avô. Tudo o que manteve a cabeça do meu avô a funcionar, a dobrar, para que aquela porta se mantivesse aberta, com orgulho...

 

 

(brevemente todas as fotos)

BlackOut

Se há coisas que me revoltam, são aqueles momentos de falta de inspiração, ou mais que isso... Aqueles momentos em que nos forçam a imaginação e que fazem com que eu bloqueie por completo!

 

Hoje foi dia de recomeçar um tema de trabalho para um projecto fotográfico... e estes dias curtinhos em que a luz se some tão rápido não ajudam nada!! Não consegui fazer tudo, e so me apetece desistir de mais esta ideia!

Facebook

Instagram




Parcerias

Comentários recentes

  • Sara

    Eu adoro a Emma, coitadinha!

  • Sara

    Já tinha tantas saudades tuas!!!

  • Chic'Ana

    Não vi este filme, mas pelo trailer deve ser muito...

  • Sara

    Oh meu que querida!!! Obrigada, espero bem que sim...

  • maryjane

    Inês, não consigo aceder ao teu blog :(

Contacto




Partilhem comigo e deixem-me partilhar sonhos. Responderei a todos os emails e pedidos de parcerias.