Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Heart of Coconut

PHOTOGRAPHY # 10

Fotografia Analógica | Foi há 3 anos que surgiu a fotografia analógica na minha vida... Na verdade não tive o tempo que queria para me apaixonar por ela. Foi no ambito de uma disciplina, andei a fotografar Lisboa como uma turista, e conheci Lisboa a correr de um lado para o outro entre autocarros, metro e electricos... (correr literalmente)

O meu trabalho na verdade era sobre alguem, que se estava a descobrir numa cidade por descobrir. E que se tornou dificil ter tanta coisa para descobrir em tao pouco tempo. Na verdade descobriu mais do que aquilo que queria descobrir de si mesma! As paragens e as pessoas eram diferentes e mais rápidas. Mas tudo ficou... e ficará durante muito tempo! Houve tantas pessoas... e ainda há tanto por descobrir. A voltar!

 


e é assim que se tira um post guardado há muito nos rascunhos.

Stalking Project # Para ser maior

capatumblr.jpg

Este é um projecto que voces já conhecem, que até foi destacado pela equipa do Sapo, e que merece mais e mais! Nestas férias de semestre aproveitei o meu tempo para dar um novo ar à pagina, bem como criei um blog/site que vai servir de apoio para futuras entrevistas e noticias. A ambição de torna-lo maior é muita, as ideias não param, e os contactos começam a ser mais e mais! A partir de hoje é para levar a sério. É para não descuidar.

 

Stalking Project veio para ficar. Todos podemos fazer parte, basta seres um stalker como eu. Ires a um concerto pegares na tua máquina, ou telemovel e tirares uma foto e partilhares com o mundo com uma das tags ou com todas #stalkingproject #eusoustalker ou #iamstalker, e tornar os nossos murais e instagrams mais e mais musicais. Faz parte da comunidade!

[Facebook] - [Site]

Vem fazer parte!

Photography # Ilusão

Se houve coisa que eu não tive estas duas ultimas semanas foi descanço. Mas na Terça feira finalmente apresentei um ados ultimos trabalhos! Deu direito a umas quantas directas seguidas que nos deixaram completamente de rastos!!

 

Esse trabalho pretendia abordar várias formas de representar movimento inspirados em artistas movimentos e técnicas da História da Fotografia, nomeadamente Muybridge, Harold Edgerton, e Étienne Jules Marey.

 

fotografia original

 

Recriámos uma fotografia de Harold Edgerton "Jumping Girl" (1940), dando uso à tecnica de Eadweard Muybridge, desconstruindo o movimento, num friso sequenciado.

Depois juntámos tudo numa só imagem, aproximando-nos da fotografia original.

 

recriação

 

 

Em terceiro lugar, começamos por tornar ainda mais evidente a ilusão de movimento, ao fazermos um .gif. 

 

gif

 

 

 

 E por fim, um suporte fisico que pretende que cada um possa controlar esse mesmo movimento, um flipbook (que não nos correu muito bem, mas estava pronto no dia :) )

 

flipbook

 

 

Foram dias intensos, mas um trabalho muito muito rico, que teve MUITAS apreciações positivas por parte dos professores que não pouparam em elogios.

 

Tinhamos um blog onde era possivel acompanhar todo o processo e onde podem ver fotografias e videos making of do projecto . LINK . e esta foi a razão por não ter aparecido estes ultimos dias!! e é legítimo. porque tenho mais trabalhos para vos mostrar

Photography # Man

 

[ para ver todo o projecto carregar na imagem ] 

Esta foi a ultima fotografia do meu trabalho de Informática Aplicada, que consistia em aplicar os conhecimentos de Photoshop aprendidos nas aulas! 

Inspirada no movimento surrealista nomeadamente no trabalho de René Magritte e Salvador Dalí, este projecto pretende representar a barreira que existe entre o Homem e o meio que o envolve, e que ele próprio cria baseando-se nas suas vivências.
 
O tempo, a proteção e os medos. Uma forma abstrata de representar o Homem. 
 

 

Diary # Fusing Culture Experience



De quinta (14 de agosto) a domingo (17) estive na Figueira da Foz, aproveitei o vento, o sol, o calor, a noite, o dia, os amigos, a familia, e as visitas. Fui ao meu segundo festival de sempre, ao meu segundo festival do ano! Objectivo da lista de objectivos cumprida (sem sequer estar à espera).

Muito melhor que ir ouvir um excelente cartaz de musica portuguesa, foi tambem poder ter tido a oportunidade de fotografar as bandas para o meu projecto [ Stalking Project ], depois de batalhar bastante para ter uma credencial.


Tive pena que o festival não tivesse a afluencia que mereciam, estava super bem organizado na prespectiva do visitante, tinha boa comida, boa gente, muita arte urbana, exposições, espaços para relaxar, um por do sol fantástico, e claro... Música!! Tão boa música portuguesa.

Deu para tirar cerca de 3.000 fotografias nos 3 dias e gastar algumas fotos de um rolo a cores (e tive pena de não o gastar, mas era sempre uma correria). Tive ainda pena de não poder ter disfrutado de certas coisas em condições, mas os meus pais decidiram ir passar uns dias tambem e eu tinha de me dividir entre papás, amigos, festival, praia, fotografias e outras coisas...


No geral foi fantástico e soube muito bem ir espairecer e ver coisas novas, encher os meus cartões todos os dias e estar rodeado de pessoas novas onde reinou a partilha de experiencias e saberes. Foi excelente! E quanto às fotografias elas estão a sair. No facebook do StalkingProject sairão todas, no Behance uma selecção mais curta e no tumblr só as minhas favoritas.


Que venham mais festivais, e credencias e cartões cheios de fotos boas, mas agora ao trabalho!

As "tais" das credenciais

Um final de semana na Figueira da Foz levou-me a ter a enorme surpresa de poder assistir a um incrível festival que reúne algumas das melhores bandas portuguesas, e ainda de as fotografar para o Stalking Project. Os festivais são sempre uma boa forma de receber input de cultura, arte, música, e conhecer pessoas ou reencontrar amigos. No meu caso foi uma excelente oportunidade para por em prática uma ideia e um projecto que foi apresentado à organização do festival, e que me levou a receber a tão humilhada credencial (neste festival). 

 

A credencial pelo pouco que sei, dá-te direito à entrada no festival e a permissão para fotografares numa zona priveligiada com tempo determinado ou não pela organização.

 

Muitas foram as criticas aos "fotografos" e ao elevado numero de "fotografos" ou "credenciados". Eu entendo realmente que era muita gente, mas na verdade a culpa para alem de ser do festival é tambem das entidades/empresas/organizações/sites que chegam a enviar dois ou tres membros para cobrir um festival, o que na minha opinião é super exagerado num festival como o Fusing. O facto de serem muitos tambem foi mais notório porque não havia limite de tempo para fotografar no fosso, o que fazia com que as atenções se dispersassem para a movimentação dos fotografos por parte do público, mas em nenhum concerto o pessoal da "comunicação" ficou por lá todo o tempo.

 

Um comentário rude: Público... voces vão lá para ouvir e ver a banda ou artista. Para quem consegue tar a mandar sms ou a ligar pa não sei quem, tirar fotos, por no instagram e no facebook, tirar selfies, ir comprar cerveja, etc etc etc, tambem consegue levar com o pessoal qe está abaixo da linha do palco! Foquem-se! 

 

Outra das criticas é que os "fotografos" seriam ou pareciam amadores, na verdade também não contesto, sinceramente eu sou uma delas à cara podre, e na verdade muitos deles eram realmente amadores. Mas acho super interessante que haja a oportunidade de festivais com ainda pequena dimensão darem a oportunidade de "amadores" descobrirem o que conseguem ou não fazer, e evoluir! Os que não evoluiram ou desistem ou perdem essa oportunidade, porque quem está num festival 3 dias a fotografar cerca de 9 bandas em cerca de 6/7 horas tem de evoluir; se não acho que não foi feito para fotografar.

Uma das razões que penso que levaram essas instituições a "mandar" "jornalistas e fotografos" mais amadores é porque simplesmente é um festival pequeno, e não há nada como colocarem as pessoas a aprender. Os que realmente são profissionais estariam certamente em festivais que estão a decorrer no mesmo momento e que têm aos olhos dessas instituições maior importância, como o Bons Sons, Sol da Caparica ou o Paredes de Coura que começa poucos dias depois! Acho que foi tudo uma questão de distribuição e de oportunidades!

 

Portanto as pessoas não deixam de não ter razão, e penso que os comentários de algumas bandas poderiam ter sido engolidos, mas para mim são oportunidades únicas dadas no lugar certo.

 

No meu caso, aproveitei da melhor maneira, estive simplesmente a fazer a bem ou a mal o trabalho que qualquer fotografo faria, com melhores ou MUITO PIORES fotos, o resultado final será para qualquer um ver, e aí sim que venham os bons e maus comentários e as criticas.

 

Isto tudo porque apoio os comentários das pessoas, mas após alguma reflexão penso que foi importante para todos os que estiveram envolvidos! Eu não recebi nada para lá estar (muito pelo contrário, eu adquiri o meu passe, e só recebi a credencial pela qualidade de trabalho demonstrado no projecto), não incomodei ninguém, nem sequer tenciono incomodar depois do festival, portanto... iria outra vez, e acho que todos os que foram convidados ou receberam a credencial justa ou injustamente aproveitaram da melhor maneira a experiencia tal como deveria ser e muito bem. Para alguns a primeira, para outros a ultima, o que importa é que para viver é preciso arriscar!! Os profissionais que não foram, não foi porque os amadores lhes tiraram o lugar, todos tiveram a oportunidade de se inscreverem!


Por isso... Brevemente estarão algumas das fotos em STALKING PROJECT.

 

Dá para todos!

Facebook

Instagram




Parcerias

Comentários recentes

  • Sara

    Eu adoro a Emma, coitadinha!

  • Sara

    Já tinha tantas saudades tuas!!!

  • Chic'Ana

    Não vi este filme, mas pelo trailer deve ser muito...

  • Sara

    Oh meu que querida!!! Obrigada, espero bem que sim...

  • maryjane

    Inês, não consigo aceder ao teu blog :(

Contacto




Partilhem comigo e deixem-me partilhar sonhos. Responderei a todos os emails e pedidos de parcerias.